Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \20\UTC 2011

Ordens

O silêncio podia ser quebrado por um sorriso
Mas quem me faz companhia é o vento
Um chocolate, um drink, um beijo
Desejo que se esvai com o tempo

A noite densa, a manhã fria
Por que levantar se há preguiça?
Fala sério, pra que tudo isso
Se tudo isso não existe?

A vida é uma comédia
O principal ator é um palhaço
Que se maquia, mostra seu sorriso amarelo
Os dias foram maus
As noites? Esquece

Bebe água, come pão
Anda olhando para o chão
Um perdedor? Não
Só alguém com o coração na mão

Corram, corram depressa
Fujam da rotina
Dessa vilã cretina
Que só traz fadiga

Arrisque-se, não tenha medo
Não tenha limites
Faça, crie, renove-se
Os dias passam rápido
Não há do que se arrepender

A vida é curta, portanto, viva
Não apenas respire
Sinta, se emocione, chore
Seja de tristeza ou de alegria
Levante a cabeça e sorria 🙂

Read Full Post »

Dona Maria

Eu pensei que ela jamais seria feliz
Tamanho desgosto que tinha pela vida
Foi um caminho difícil
Ela nunca soube o que fazer
Não teve quem te ensinasse o que é viver
O que é certo? O que é errado?
Ninguém sabe
A verdade é relativa
Depende do ponto de vista
O que é bom?
Ela também não sabia
Apenas vivia e fugia
Da realidade que a cercava
Seu fardo, sua vida, seu amor
Quando perdeu tudo descobriu
Que tinha liberdade
Descobriu a felicidade
Não precisava mais fugir
Mas continuava a chorar e sorrir
Há dois anos foi seu último aniversário
Estávamos na varanda
Eu e suas filhas mais velhas
Sentei em seu cólo
Meu último cólo de mãe
Conversamos sobre a vida
Rimos e falamos besteiras
Recebi um abraço
Uma cósquinha no pescoço
Suas últimas palavras
Foram “eu te amo” seguida de
“Vai tomar no @#”
Essa era Dona Maria.

Read Full Post »